6 de out de 2011

Reflexo Imperfeito. 2ª Parte

Desculpem a demora, a falta de criatividade tomou conta ultimamente, e a pedidos, escrevi o texto maior. Espero que gostem


Olhou para as telas de seus computadores, e conseguiu ver que havia novas mensagens, passou pela imensa sala até chegar aos computadores, "E ai grande homem, como está o novo projeto? soube que chegou nas fases de teste.", deu uma olhada aos ratos dentro de suas jaulas, observou que um já estava mais quieto do que os outros, soltou um sorriso vitorioso, e respondeu a mensagem, "Sim, e até agora está dando certo, vou precisar de testes em humanos.", cruzou os braços e olhou as horas, eram 20:16, esperou que a mensagem fosse demorar, mas a resposta veio quase que instantâneamente, "Amanhã vamos procurar um voluntário", Zack soltou um sorriso debochador ao ler a mensagem, "voluntário? como se esses mendigos tivessem mesmo opção de escolha, agora tenho que criar a cura", colocou o jaleco que estava sobre a cadeira, e se ocupou em estudar seu novo projeto. Enquanto estudava coisas microbiológicas, o rato ia indo para um canto se acolher dentre as palhas que ali haviam.
Olhou seu relógio de pulso, já eram 11:38 "Meu Deus! Nem vi a hora passar." Tirou seu jaleco, e o colocou na cadeira, não tinha descoberto ainda a cura, mas estava quase lá. Chegando ao seu quarto depois do banho, toma seu remédio de dormir que ele mesmo projetou, tomou um gole de água que sempre deixava na cabeceira antes do banho, se olhou no espelho, imaginou o trajeto de sua vida até chegar ali, teve um pai, Richard que lhe ensinou tudo o que sabe sobre biologia e ciência, mas Zack levou isso para o lado negativo, o que sempre causou tristeza no seu pai, antes que pudesse mudar, seu pai morreu por contaminação, e hoje estava ele, Zack, com seus 28 anos de vida, fazendo o trabalho sujo para o governo, criar doenças que levam a morte, e depois criar a cura. Tinha uma empresa de remédios no seu nome, que foi herdada de seu pai, e ninguém nunca suspeitara do seu trabalho, pois todos conheciam seu pai, e sabiam do que Richard era capaz, e sabiam que Richard tinha ensinado tudo ao seu único filho. Embora seu trabalho seja um pouco puxado, sua juventude física continua intacta, cabelos negros e curto, olhos castanhos, e pele branca. Começara a ficar tonto por causa do remédio, deita-se na cama, apaga as luzes do quarto, e liga o alarme da casa projetado por Jersey Seann, seu colega, que cuidava dos alarmes do governo, precisava de uma boa segurança, já que faz o trabalho que faz.

Obrigada por ler, dêem dicas, opinem, etc etc!

Um comentário:

  1. Antes de ser revelado a ocupação do rapaz eu vi o Tony Stark em minha mente, mas depois que a profissão foi "revelada" ele sumiu (um fã de Iron Man, sorry). Textos grandes ficam cansativos de ler, desse tamanho que você fez agora está uma maravilha. Deixa o leitor curioso por mais e mais! Ideias? Nada no momento, mas ainda assim gostei. Continue, por favor (:

    ResponderExcluir